Empréstimo: Veja como não errar na hora de pedir um empréstimo

Em meio às dificuldades financeiras, pedir um empréstimo bancário pode ser a melhor opção para o crescimento de um negócio ou cuidados pessoais. Mas, para que tudo dê certo e o empréstimo aconteça, é preciso se planejar desde antes de negociar com o banco.

Primeiro, pense duas vezes antes de pedir o empréstimo e análise se você realmente precisa assumir esta dívida.  Faça a simulação de como será a quitação das parcelas e veja se consegue realmente arcar com elas – este cálculo é importante para entender o prazo, os juros incidentes e as demais condições do empréstimo. Assim, você poderá se organizar para quitar o débito, sem passar por situações desagradáveis.

Se for pedir um empréstimo para sua empresa, evite o crédito pessoal pré-aprovado no banco. Isto deixará seu crédito como pessoa física, comprometido até a quitação integral, além de, ter juros e condições piores do que o empréstimo voltado para pessoas jurídicas.

Não é apenas o cenário econômico ou momento pessoal que te diz o quanto pedir de empréstimo, deve ser levado em conta também suas atividades econômicas e possíveis urgências financeiras. É fundamental calcular precisamente o valor necessário para suprir suas dívidas e, não, deduzir alto. Lembre-se que este valor deverá ser pago com juros depois, então tire suas dúvidas com um consultor para saber a quantia ideal e peça a menor possível.

Por fim, tenha sempre controle da situação financeira de sua vida pessoal e de sua empresa. Ao ter conhecimento do fluxo de caixa com regularidade, fica mais fácil saber as necessidades de capital e a visão exata de sua saúde financeira. Este controle pode também ser uma vantagem na hora de pedir o empréstimo e, principalmente, na hora de organizar o pagamento do mesmo. Para isto, um software de controle financeiro pode ser uma boa opção.