Como Ser Um Corretor De Plano De Saúde

Como Ser Um Corretor De Plano De Saúde?

A Profissão de Corretor de Plano de Saúde É Lucrativa?

Nos últimos anos, a procura de como ser um corretor de plano de saúde vem aumentando.

Afinal de contas, essa profissão oferece diversas vantagens para seus atuantes. Uma delas, é a possibilidade de atuar tanto como contratado.

Ou seja, diretamente através de empresas (concessionárias), ou até mesmo como profissional autônomo.

Dessa forma, fazendo uma prestação de serviços freelancer juntamente a essas empresas. Mas, sem que haja um vínculo empregatício ou contrato CLT.

Portanto, muitas dúvidas surgem sobre a profissão de corretor de plano de saúde, tais como se ela é lucrativa e como se tornar um!

Então, se você quer saber como se tornar um corretor de plano de saúde, continue lendo e tire suas dúvidas!

 

Como Ser Um Corretor De Plano De Saúde?

vale a pena ser corretor de plano de saúde

Primeiramente, é importante que você entenda exatamente o que faz um corretor de planos de saúde.

Assim sendo, ele é o profissional responsável pela intermediação entre operadora e consumidor. Ou seja, a empresa que oferece os serviços de saúde e o cliente que deseja contratá-los.

Mas, talvez você se pergunte por que exatamente é importante que haja uma intermediação, não é mesmo?

Isso acontece porque hoje no mercado encontramos diversas opções. Logo, a escolha de um plano de saúde ideal se torna mais difícil.

Dessa forma, o corretor age como o profissional que coleta informações dos consumidores e compara-as com as opções de planos e suas operados.

Com isso, ele consegue auxiliar o consumidor na tomada de decisões. Pois, consegue encontrar as melhores opções para seus objetivos e necessidades.

Mas, Exatamente Como Ser Tornar Um Corretor De Planos de Saúde?

Como dito anteriormente, o corretor pode ter duas atuações principais, uma de vínculo empregatício e outra como freelancer.

Ou seja, ele pode tanto atuar dentro ou fora (home office) de um escritório, sendo as concessionárias. Dessa forma, como empregado reconheci por carteira assinada ou contrato.

Enquanto que, ele também pode atuar de forma autônoma, juntamente a essas concessionárias ou diretamente a serviço de operadores de saúde.

Mas, em ambos os casos o profissional recebe comissões por cada venda realizada.

A única diferença é que quando há vínculo empregatício, o profissional costuma ganhar um piso. O que gera certo ampara, mesmo que seja um valor “baixo”.

Já o profissional autônomo não, ele é o único responsável pelas suas vendas, o que é uma vantagem quando consideramos que ele fica com o total da comissão pelos serviços fornecidos.

Portanto, os dois tipos de atuação possuem suas vantagens que se diferenciam apenas por ser chefe ou empregado. Por exemplo:

  • Concessionária: você terá um chefe, pois, é contratado. Em alguns casos o profissional atua em escritório, em outras com home office.
  • Autônomo: você será seu próprio chefe e aqui a atuação é totalmente home office. Seja dentro de casa, em coworking, etc.

Além disso, outra vantagem dessa profissão, mesmo em escritórios, é que na maioria dos casos o horário é flexível.

O que permite então, que o profissional ainda tenha outra atividade remunerada. Então, isso permite um ganho mensal ainda maior!

A Profissão É Lucrativa?

Basta que você considere a questão da comissão que é possível analisar como a profissão é lucrativa.

Afinal de contas, isso significa que você não tem limitações. Uma vez que, quanto mais você vender, mais você será comissionado.

Por isso, depende basicamente do seu desempenho e atendimento aos potenciais clientes.

Logo, é importante que você seja prestativo, cordial e até mesmo persuasivo. Já que é através do convencimento que você ganha, certo?

Outro ponto que vale destacar é que, você pode oferecer planos de saúde de diversas operadoras como Unimed Rio Personal, Unimed Rio, Amil, entre outras operadores de planos de saúde!

Então, através dessas características que você irá trabalhar suas vendas de modo a aumentar os seus ganhos.

Sendo possível afirmar que com prática, suas habilidades irão melhorar. Bem como, sua capacidade de conversão em vendas!

O Que Fazer Para Se Tornar Um Corretor de plano de saúde?

Portanto, para se tornar um corretor é muito simples, você precisa apenas preencher um cadastro através de uma:

  • Concessionária;
  • Operadora(s).

No primeiro caso, você está se cadastrando para atuar com vínculo empregatício. Dessa forma, você pode ainda mandar um currículo.

Ou seja, você pode procurar através de sites de vagas as opções de empresas que procuram por funcionários.

Mas, para a atuação freelancer, o ideal é se tornar um corretor direto. Assim sendo, você pode se associar a quantas operadoras desejar.

Pois, com isso você aumenta suas chances de vendas, já que tem mais opções para oferecer!

Conclusão

Em resumo, existe mais de uma forma de como se tornar um corretor de plano de saúde.

Isso porque você pode atuar tanto de forma autônoma, quanto contratado. No primeiro caso sendo seu próprio chefe e com total flexibilidade na atuação.

Para isso o ideal é entrar em contato com as operadoras de planos de saúde ou com concessionárias permitidas por lei.

Além disso, através de sites de vagas você consegue se candidatar a uma vaga também. Nesses casos, recebendo ainda um piso base.

Este artigo foi útil para você? Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe nas redes sociais.